21 de maio de 2017





                               PEQUENINO

Vou sair sem rumo, sem destino, andando sem um roteiro. Sabe quando se quer esquecer os afazeres, aqueles de obrigação. Vou por ai... Para eu mesmo não achar que este mundo é prisioneiro. Num dia, nem me lembro, no calendário, sei que não era dezembro. Deveria ser outono, aquele friozinho fedorento, batia no rosto, deixava todo vermelho, roxo é verdade, tinhoso não parava. Já tinha dito um dia antes: Amiga mary, amanhã vou sair, sem rumo, por essas ruas, becos, não importa onde vai dar. Fale os amigos, amigas, o que quiser falar. Sair como aquele mulambento, pouca roupa, sem dinheiro, água vou tomando pelo caminho, como em São Tiago, arrebanhando mais amigos. Não quero nem saber Mary, tudo é nosso, só por o pé na estrada. Não falar nada. É assim, errante; não pedinte, isso é heresia, pegando coisas dos outros sem licença, sem pedir. E foi assim mesmo. Sai, fui andando, caminhando leve, sem pressa... Nem te conto, mas já que falo aqui, fica sabendo. Tinha caminhado muito, muito mesmo. Sei lá onde estava, parecia um perdido, só via, o tempo eu não sabia, nem um relógio eu trazia, só andava, andava; um andrajoso me tornava, todos percebiam. De repente, foi quando vi, encostadinho na mureta, os olhinhos cheios de lágrimas, pequeninos, quase imperceptíveis, e me olhava, fitava mesmo, bem em cima de mim... Era miudinho, magrinho, acho que fome passava. Me aproximei, ai logo também chorei, fazia tempo que não acontecia... Um agrado fui fazendo, passei a mão por ele; encolheu-se não sei se de medo ou frio; logo um sorriso, daqueles que mulher que ama, dá sem nada cobrar, só maneira mesmo de agradar o amado, confortando, mostrando o sentimento farto. E foi assim... Tomei nos braços, nem sei por que? Dei um beijinho, um afago um carinho, todos me olhavam, alguns até com reprimenda... Parece que diziam: Larga, deixa para lá. Vai cuidar da sua vida.Olha para você, nem se cuidar pode... Faz primeiro aquilo que precisa, depois os outros... Mas não foi assim... No meu colo logo ele aconchegou, encolhidinho, dizendo logo que sentia... Segui levando, meus olhos choviam... Muito líquido... Sei lá de onde saiam... Hoje aqui em meu lar, de volta, lógico, a aventura foi calculada, teria seu fim. Passo meus dias cuidando dele, olhando, vendo seu crescimento. Me obedece quando falo. Parece que foi encomendado...É assim o "Miudinho", quase nem late, só faz folguedos, não ataca, só agradece...

Autoria= Gino Marson   14/05/2017      11:10

(Dedico a minha mãe... Apesar de não poder e saber ler, hoje também é seu dia.) 

12 de maio de 2017




                              CARÍCIA

Nasce naquele momento
Você não está preparado
Algum tipo de vertigem
Sinal não sei de quê?
Quando te toca o rosto
Uma mão desejosa de afagar
Recebe teu corpo
Estremece...
Como num toque de magia...
Acaricia o coração
Vai de encontro...

Autoria= Mary    02/05/2017  "De uma amiga muito sensível"

4 de maio de 2017





                                A VIDA

--- Sou prostituta, vivo intensamente a vida, mas gostaria que a religiosa falasse. 
--- A vida é uma partícula infinita. Um átomo explosivo, algo inexpressivo, quando já não a temos. A vida meu amigo, pode ser um sopro, um traço pequenino, inexprimível. Uma fração de tempo, nano partícula, milagre já feito, quando percebida. A vida ora... meu irmão, somos: Eu, você, a planta, o cachorro, o ser mais obscuro, o planeta minúsculo, no infinito incompreendido. Angústia que se desenha cada dia, lágrima que seca rápido, porvir do nosso espírito. Dia após dia, é só assim. Sabe por que? Hum... hum... Temos no nosso pensamento, intrínseca, só se desgarra por si mesma, mesmo quando despedimos dela. A vida é um projeto, uma invenção. Sua engrenagem é o tempo, sua explicação infinita. Pulsa por si só. Um projeto transcendental...

Autoria= Gino Marson      03/05/2014      1:23

23 de abril de 2017






                                CIO

Falei!.. Não falei. Quando essa gata está no cio, parece uma onça pintada... Em todos os sentidos. Pintada da cabeça aos pés... Onça no cio é um perigo. Não se aproxime delas... Elas atacam até na água, quanto mais no seco... Não estão em todos os lugares; são especiais, aparecem de relance na nossa frente...

Autoria= Gino Marson        22/04/2017      22:37




                                 PUROS

Você não comete pecados... Você é um anjo. Anjos não cometem pecados. Só os praticam de vez em quando. Os anjos também são humanos...

Autoria= Gino Marson      22/04/2017    22:27




                              BISCOITOS

Agora foi pegar uns biscoitinhos de chocolate e uns branquinhos recheados compridos. Tem que comer no silêncio. Se os cachorros ouvirem o morder e estalar dos seus dentes, eles irão ali, vão querer. Tem que evitar dar doces para eles... Podem ficar doentes!..

Autoria= Gino Marson     23/04/2017    0:00