2 de fevereiro de 2018






                    AXIOMA  (GULA)

A ganância encarcera o ser humano. 

Autoria= Gino Marson   30/01/2018     23:16 

1 de fevereiro de 2018





                                    GULA

A ganância encarcera o ser humano. Quer o que não pode; antes do tempo, sem pensar, analisar, ser comedido. Isso não é o medo. É apenas o bom alvitre. Verificar, não saltar etapas, tudo no tempo certo; não o de Deus. Deus não manda o humano fazer bobagens em seu nome. O tempo dele é infinito, só presenciando suas crias neste planeta, quiçá em muitos outros sóis... Quando o homo sapiens toma uma atitude, uma forma de ser,  explicar seus acontecimentos, é apenas para estoriar seus desígnios; não tem nada a ver com a divindade. Ha!.. Mas ele existe! Existe sim; nunca dessa forma que é pintado; está na mente, no pensamento de cada um, por isso ele existe mesmo. Quando fazem um explicação dos erros cometidos, estão certos, mas não colocando a divindade, tentando esclarecer o certo e o errado. Essa dualidade é do humanoide, só dele; um bicho tinhoso, difícil de entender, esconde-se atrás de suas mazelas, inventa estórias e as defende com unhas e dentes, até mesmo torturado pelo verdadeiro...

Autoria= Gino Marson      30/01/2018    23:16



                                   CRER

Ele ficou sozinho. Não importava o corpo. O psíquico era mais contundente. Deveria ter medo, perderia a vida, mas a fé naquilo que pensava fazer, ter um objetivo bem definido, seria mais importante. Só, sempre estão os seres deste planeta. Eles vagueiam pelos caminhos do pensamento, apaixonam-se, querem amar, tornar o outro um objeto muitas vezes, outras querem cercear-lhes até o pensamento. Àqueles que mentem para conseguir migalhas, favores, melindrosos, fazem até uma estória bem contada, contaminam a boa vontade, enganam outros com paixão, deixando-os doentes de verdade... A verdade real, aquela que se define por si só, não deixa só aquele que realmente cultua a fé. Não aquela fé falsa das religiões, dos púlpitos dos falsos pastores, amealhando mentiras na mente dos seus seguidores. A fé de um homem, perseguido pelos bons sentimentos, arrecadados ao longo da existência, perpetuados sem o medo, levando a defender até uma pequena cidade com a vida... Sozinho, abandonado pelos seus pares, sua mulher, mostra que a vida tem seus dissabores, suas encruzilhadas, e o caminho de cada um é sagrado, só a ele cabe saber como a solidão é voraz, penetrante, mas cheia de ensinamentos...

Autoria= Gino Marson     27/01/2018     0:36



                          INCERTO

O amigo lhe disse: Vá por esse caminho que estou indicando. Vai dar certo. Sai bem lá na praia. Era sua féria anual. Conseguira trinta e três dias. Três era uma bonificação. Não faltou nenhum dia durante o ano todo. trabalhou todos sem falhar. Ficar doente nunca acontecia. Era a sua natureza, procedência... Pensou bem e seguiu os conselhos do amigo com quem trabalhava. Tinha um carro da época, pequeno, forte, resistia a tudo, menos aos acontecimentos da malfadada viagem. No início foi tudo bem. Uma boa rodovia, três pistas de cada lado. Quando se aproximou de uma cidadezinha no topo da serra, os problemas se iniciaram. Perguntou... Disseram-lhe: É boa... Só ir bem devagar, com cuidado. E que cuidado teve de exercer: Uma descida íngreme, a ruazinha só de terra e muita pedra, só cabia um carro e mais nada. Se viesse um outro lá de baixo, seria um trauma. Onde encostar para o outro passar. Já era noite, outro detalhe despercebido, deveria descer de dia, pelo menos teria toda a claridade... Uma via crucis para descer os poucos quilômetros que separavam a pequena cidade no topo da serra, o mar que o esperava lá em baixo. Se o pequeno carro tivesse pouco freio, teria despencado morro abaixo. Quantas aventuras nos metemos na vida... Umas são apenas burocráticas, sem afetar muito nossos valores... Outras que nos metemos, são mais contundentes: Os casamentos mal pensados, as relações aceitas por ímpetos, os acordos mal feitos com as pessoas que pensamos amar e conviver... O humano é assim mesmo. Turbinado de vontades, e quando elas aparecem, queremos aproveitar  e não raciocinar mais, ser aquilo que sonhamos, nem que seja só por uns dias, umas horas... Nossa estada aqui é assim mesmo. Fazemos todas as peripécias para sermos felizes. Sempre, ou quase sempre, recebemos os benefícios de nossa ousadia, nossa aventura. Quem dai recusa sorrir sempre, ter algo bom para relembrar, um cantinho para até chorar, mas de alegria, não o descontentamento dos oprimidos e derrotados; àqueles que vivem a sombra da depressão e do arrependimento... 

Autoria= Gino Marson     20/01/2018    11:57
 

27 de janeiro de 2018





                             AXIOMAS (PERSCRUTAÇÃO)

Fazemos de nosso passado o presente calvário...



Dentro da natureza, o bicho humano, complica seus acontecimentos...



Temos sentimentos negativos, armazenamos o ódio e a aridez de nossa compreensão...

Autoria= Gino Marson       12/01/2018     20:46



 

26 de janeiro de 2018




                              AGARRAR

Isso é um amor
Ao mesmo tempo uma praga
Não desgarra
Nem solta
Como sentimento
Se apaga
Nunca se nega
Enquanto a vida sopra
É ela responsável
Cheia de obstáculos
Emocionante
Floresce a toda hora...

Autoria= Gino Marson    23/01/2018   22:36



                           FORMAS

As palavras são nosso cinzel...  Quem as usa com delicadeza, não machuca, apenas tece nos corações teias de beleza, tocando a alma, inventando os deleites que só os vocábulos bem usados, enobrece, enche de fantasias aquele que os devora, enche os olhos e o coração com suas nuances...

Autoria= Gino Marson    23/01/2018       21:13